Menu
Resumo da Cadeira
Curso Reabilitação
Estado Candidaturas abertas
Regime Pós-laboral
Ano 1º Ano
Semestre
ECTS 9,5
Partilhar curso
   

Objetivos de aprendizagem/ Competências

  • Desenvolver competências no profissional na área clínica de reabilitação, de forma a responder às necessidades da pessoa/família com deficiência temporária ou definitiva;
  • Realçar a importância do papel do enfermeiro de reabilitação na equipa de saúde, como motivador no processo de inserção sociofamiliar da pessoa/família com deficiência;
  • Clarificar as intervenções do enfermeiro de reabilitação aos diferentes níveis;
  • Planear, implementar e avaliar intervenções de enfermagem de reabilitação (ER) que promovam processos de readaptação com vista à máxima autonomia na realização das atividades de vida diária e adaptação funcional aos défices;
  • Adequar à situação/problema da pessoa/família as técnicas específicas da área de especialização na fase aguda;
  • Desenvolver estratégias promotoras de continuidade de cuidados na área clínica de reabilitação;
  • Realizar educação para a saúde, individual e em grupo, dirigida à pessoa/família e comunidade;
  • Promover na pessoa/família o autocuidado na realização das atividades de vida diária; - Planear, implementar e avaliar intervenções de ER à pessoa com necessidades biofisiológicas, psicossociais e no sistema familiar.

Conteúdos programáticos

  • Conceitos e princípios: cuidados de saúde em enfermagem de reabilitação; bases concetuais da enfermagem de reabilitação; modelos teóricos para a prestação de cuidados de Enfermagem de Reabilitação; padrões funcionais de saúde e enfermagem de reabilitação.
  • Enfermagem de Reabilitação na comunidade: a pessoa com incapacidade crónica e perturbações do desenvolvimento; plano de reabilitação integrado na comunidade; o enfermeiro de reabilitação como interlocutor do cliente.
  • Atividades de vida diária e autocuidado: educação para a autossuficiência; condições desencadeadoras de incapacidade; variações resultantes da localização e extensão das deficiências; desenvolvimento de objetivos específicos para as respostas humanas aos processos de saúde/doença crónicas e incapacitantes.
  • A pessoa e a deficiência, a família e comunidade.
  • Intervenções de enfermagem de reabilitação: ensino de atividades de vida diária; ajudas e técnicas; movimento e mobilidade; teoria do desenvolvimento motor no ciclo vital.
  • Intervenções de enfermagem de reabilitação à pessoa com alterações respiratórias: função respiratória e
  • reabilitação pulmonar; padrão respiratório ineficaz; técnicas de relaxamento; reeducação funcional respiratória; tosse controlada; espirometria de incentivo; cinesiterapia respiratória; vibração torácica; drenagem postural; reeducação costodiafragmática; posicionamento anti-álgico e terapêutico.

Metodologias/
Avaliação

A avaliação contínua será constituída por duas frequências, com ponderação de 50% cada.

Regente da Unidade Curricular

Regente: Bruno Delgado

Assistentes: Isabel Oliveira, Cláudia Sousa, Neusa Sá, Nelson Odilon, Ana França e Salomé Sobral

Partilhar curso