Menu
Resumo da Cadeira
Curso Médico-Cirúrgica
Estado Candidaturas abertas
Regime Pós-laboral
Ano 1º Ano
Semestre
ECTS 2
Partilhar curso
   

Objetivos de aprendizagem/ Competências

Esta Unidade Curricular tem como objetivo orientar os profissionais de enfermagem na sua concetualização das relações de ajuda que devem criar no contexto de trabalho. Pretende-se que, ao concetualizar o Paciente como um ser biopsicossocial, o profissional possa dispor de conhecimentos e competências na área para ajuda e orientação psicológica na saúde e na doença, através de processos de comunicação e informação eficazes, capazes de promover a adaptação do indivíduo à doença e aprender a viver com ela em situações crónicas, pela melhoria da qualidade de vida do doente.

Conteúdos programáticos

  1. Modelos atuais de doença: O “adoecer” – stress e fatores psicossociais envolvidos; o processo de aceitação da perda de saúde; comportamentos e crenças de saúde e doença; a procura dos cuidados médicos; a adesão ao tratamento.
  2. A Comunicação em contextos de saúde: O modelo de Watzlawick; as especificidades da comunicação na saúde; estilos e barreiras; a passagem de informação; discussão sobre a experiência e as possíveis opções terapêuticas; diferença entre técnicas, estratégias e atitudes comunicacionais.
  3. Modelos de Intervenção: Exploração da variedade de modelos de intervenção; a sua aplicação aos contextos de saúde; implicações de cada um na relação de ajuda e no aconselhamento.
    1. O Modelo Centrado no Cliente;
    2. O Modelo Cognitivo-Comportamental;
    3. As Terapias de Grupo.
  4. O papel do enfermeiro na relação de ajuda: A gestão emocional do enfermeiro; a comunicação de más notícias; lidar com o luto / morte; gerir conflitos; o burnout na enfermagem.

Metodologias/
Avaliação

Avaliação contínua: Entrega de trabalho prático final, com ponderação de 100% da nota final. O trabalho final consiste no planeamento de uma intervenção psicossocial. A adequação do planeamento da intervenção psicossocial à situação de aplicação é um requisito mínimo. Serão bonificados, qualitativamente, os planeamentos que incluam: simulação videogravada de uma parte da intervenção (Máximo de duração do vídeo: 3 min.); videogravação de parte da intervenção aplicada em contexto real (Máximo de duração do video: 3 min.); demonstração da adoção da intervenção como procedimento implementado, respetivamente.

Regente da Unidade Curricular

Regente: Ana Torres

Assistente: Sérgio Soares

Partilhar curso